Memória Cinematográfica

Menu

Força-G

3D Animação Disney Estreia 14 agosto 2009

Seguindo a tendência de Walt Disney (o criador) em propor um cinema de entretenimento para a família toda, o novo lançamento do seu estúdio é “Força-G” (“G-Force”), longa-metragem que estreia no Brasil nesta sexta-feira, dia 14 de agosto, e que, em sua estreia nos Estados Unidos, dia 24 de julho, rendeu US$ 32,1 milhões (segundo o Filme B), tirando “Harry Potter e o Enigma do Príncipe” do topo da lista.

Dirigido por Hoyt Yeatman, especialista em efeitos visuais, “Força-G”, que teve como ponto de partida uma sugestão de seu filho de seis anos, enfoca as aventuras de agentes do governo nada convencionais. Isso porque o grupo é formado por porquinhos-da-índia supostamente modificados geneticamente. E, além de haver a inclusão de efeitos especiais capazes de fazer esses bichinhos manipularem os mais avançados equipamentos de espionagem (como radiocomunicadores, binóculos, computadores etc.) fabricados com tecnologia de ponta, há personagens humanos que atuam como cientistas (do lado do bem) e empresários (do lado do mal).

Mais uma vez, o cinema aposta na mistura de live-action (ao vivo) com animação (tal como “Uma Cilada para Roger Rabbit”), além de incluir a tecnologia 3-D, que permite ao espectador ver as imagens como se elas estivessem saindo da tela. Vale lembrar que apenas as cenas de animação foram convertidas para esse formato, enquanto que as imagens dos atores reais continuam intactas. E há também cópias sem esse efeito.

A equipe de agentes é formada por Darwin (o líder), Blaster (especialista em armas), Juarez (profissional em artes marciais), Mooch (especialista em reconhecimento) e a topeira Speckles que possui um defeito na visão, mas é especialista em informação.

Embora os personagens sejam dublados por atores como Penelope Cruz, Nicolas Cage, Jon Favreau, entre outros, as cópias que teremos no Brasil são dubladas em português. No entanto, os atores que completam as cenas live-action são: Zach Galifianakis, Kelli Garner, Bill Nighy, Chris Ellis, Travis Davis.

Além de ter sido dublado, o longa foi também adaptado de modo que os diálogos são engraçados, formados por gírias familiares, principalmente quando a piada é acompanhada da imagem, como quando a agente Juarez aparece como se estivesse participando de um comercial de shampoo e, em câmera lenta, sacode os pelos! Ou quando eles se paqueram, tiram sarro do modo como vivem etc. Há também o momento em que os eletrodomésticos ganham vida, cena que rapidamente remete a “Transformers 2 – A Vingança dos Derrotados“.

Enquanto tentam descobrir o que a empresa do mal está tramando para dominar o mundo, os porquinhos-da-índia se camuflam e vão para território inimigo. Então, são capturados e levados para um pet shop, onde vão conviver com outros animais.

“Força-G” não pode ser tratado como uma obra-prima, mas como uma experiência de ir ao cinema com a família toda e se divertir, tal como uma boa sessão da tarde.

Mais Lidas

Veja também