Memória Cinematográfica

Menu

Marcas da Vida

DVD 14 novembro 2008

A violência urbana é um dos assuntos tratados no longa-metragemm que começa com Jackie (Kate Dickie) trabalhando como operadora de câmeras de vigilância urbana na Escócia. Até que um dia ela reconhece Clyde (Tony Curran) e faz de seu trabalho uma busca frenética e pessoal para encontrá-lo.

A roteirista e diretora Andrea Arnold usa a câmera de forma intimista e aproxima o espectador dos personagens. Talvez falte um pouco de ousadia no enredo, para que o espectador se envolva mais com a personagem. O que fica para o final é o motivo que a faz persegui-lo.

A fita é um pouco longa e os impacientes podem se cansar. Mas a espera vale a pena.

Veja também