Subscribe via RSS

Trovão Tropical

29 ago 2008

written by Memória Cinematográfica

Ben Stiller é uma das figuras que Hollywood produziu a quem basta olhar para se ter vontade de dar risada, tamanha é sua vocação para a comédia. Em “Trovão Tropical” (“Tropic Thunder”), longa-metragem que estréia nesta sexta-feira, dia 29 de agosto, ele muda de lugar no set de filmagem – atua como ator, mas também como diretor do longa. A função, aliás, não é nova, pois ele já dirigiu episódios para a televisão e outros filmes para o cinema, como “Caindo na Real”.

A fita já começa fazendo graça. Antes do início do filme propriamente dito, há trailers fictícios e protagonizados pelos mesmos atores que estão no longa. Depois, quando realmente começa, o espectador se dá conta de que trata-se de uma prévia da brincadeira que ainda está por vir.

A narrativa, na verdade, é uma metalinguagem (filme dentro de filme), pois na trama os atores estão atuando em um filme de guerra no Vietnã, cheio de helicópteros sobrevoando a selva e bombas explodindo para todos os lados. Ou melhor: estão tirando sarro dos filmes de guerra. Na tela, os produtores ameaçam acabar com o filme, e o diretor se recusa a parar de filmar e leva o elenco para dentro da selva, na Ásia, em busca de realismo. No meio do caminho, os atores são confundidos com agentes do Departamento Antidrogas, e acabam caindo na maior confusão.

Para escrever o filme, já que é um dos roteiristas, ao lado de Justin Theroux e Etan Cohen, Ben Stiller se inspirou nos filmes de guerra como “Platoon”. Segundo consta do material para a imprensa, Stiller tinha ganhado um pequeno papel no filme de Steven Spielberg, “O Império do Sol”, e muitos atores estavam trabalhando em filmes que se passavam no Vietnã. “Durante as entrevistas, eles diziam: ‘Esse treinamento militar foi a coisa mais intensa da minha vida, e a gente realmente se uniu como um grupo'”, afirma Stiller. Foi aí que achou engraçado e teve a idéia de escrever uma sátira a esse tipo de filme.

A impressão que se tem, é claro, é de que se está vendo algum tipo de filme do gênero, algo como “O Resgate do Soldado Ryan”, mas, como no elenco estão atores que têm tendência forte para a comédia, tal como Stiller e Jack Black, outro ator com veia especificamente cômica, sabe-se que não é nada sério. Quando o personagem vivido por Stiller cai para morrer, por exemplo, é em câmera lenta, de modo a dar mais dramaticidade à ação, sempre deixando caricato.

Também fazem parte da comitiva de atores Robert Downey Jr., com maquiagem irreconhecível e humor impagável, e Brandon T. Jackson, que também protagoniza cenas surpreendentemente hilárias. Nick Nolte faz uma ponta, mas bem marcante. Tom Cruise também faz uma ponta no final com uma maquiagem incrível.

“Trovão Tropical” é desses filmes perfeitos para ir ao cinema com um balde bem grande de pipoca, acompanhado de litros de refrigerante. Afinal de contas, não é para pensar; é para se acomodar na poltrona e deixar vir o riso que, às vezes é fácil, outras nem tanto.


Leave a comment

© 2024 Memória Cinematográfica