Memória Cinematográfica

Menu

Prepare a pipoca, os filmes do Oscar estão em cartaz!

Oscar 19 fevereiro 2008

Pronto, agora a lista está completa. As cinco produções que concorrem ao Oscar de Melhor Filme estão em cartaz em São Paulo: “Desejo e Reparação”, “Onde os Fracos Não Têm Vez”, “Conduta de Risco”, “Juno” (está em pré-estréia desde o dia 25 de janeiro) e “Sangue Negro” (“There Will Be Blood”).

Quem ainda não viu, tem até o dia 24 de fevereiro, quando serão entregues as estatuetas pela Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood, para assistir a todos eles e escolher o seu favorito.

Para ajudar, um breve comentário sobre cada um:

Desejo e Reparação” – O drama inglês, que recebeu sete indicações ao Oscar, é baseado no livro escrito por Ian McEwan e conta a história que se passa em 1935. A menina Briony Talles (Romola Garai) escreve textos para serem encenados para a sua família. Entre os textos, ela usa a sua imaginação para Robbie Turner (James McAvoy), o filho do caseiro e amante da sua irmã mais velha Cecília (Keira Knightley, ótima!), de um crime que ele não cometeu. Trata-se de uma linda história, que o competente diretor Joe Wright conta por intermédio de suas lentes e emociona a platéia.

Conduta de Risco” – Traz o ator George Clooney no elenco e fala sobre os poderosos que trapaceiam e tentam passar a perna nas pessoas. O personagem de Clooney é o responsável por limpar a sujeira que esses poderosos deixam e ele precisa livrar a cara de todos eles.

Juno” – O longa-metragem, que está sendo chamado pela mídia especializada de “Pequena Miss Sunshine”, filme de baixo orçamento que foi indicado ao Oscar no ano passado. A fita, dirigida por Jason Reitman (o mesmo de “Obrigado por Fumar”), custou cerca de US$ 7,5 milhões e narra a história sobre a menina Juno (Ellen Page, de “Menina Má.com”), que tem 16 anos e engravida do namorado. Como ela sabe que não é madura o suficiente para criar o filho, ela tenta arrumar uma maneira de organizar esta situação. A fita não tem muitas pretensões e esta talvez seja a sua grande virtude, além de ser um filme delicado, divertido e emocionante.

Onde os Fracos Não Têm Vez” – Com oito indicações ao Oscar, o longa-metragem dirigido pelos irmãos Coen venceu o Globo de Ouro nas categorias Roteiro Original e Ator Coadjuvante, além do SAG, fazendo com que o filme se torne um dos grandes favoritos. O enredo é sobre o texano Llewelyn Moss (Josh Brolin), que encontra uma mala cheia de dinheiro e começa a ser perseguido por Anton Chigurh (Javier Bardem, ótimo), um psicopata, assassino frio e calculista. Um dos destaques é a edição e a fotografia do filme, além da interpretação convincente de Javier Bardem.

Sangue Negro” – Também com oito indicações, o filme dirigido e roteirizado por Paul Thomas Anderson (de “Magnólia”) fala principalmente sobre a descoberta do petróleo na região da Califórnia e do empreendedor Daniel Plainview (Daniel Day-Lewis), que se transforma, com seu próprio esforço, em um magnata do petróleo. No entanto, a reviravolta acontece quando alguém lhe conta que existe petróleo sob o solo em uma outra cidade no Oeste. Então, é para lá que ele segue com o seu filho H.W. (Dillon Freasier). Na ocasião, ele vai conhecer Eli (Paul Dano), que faz a pregação da “palavra de Deus”, fazendo com que a narrativa se transforme em uma grande discussão entre petróleo e, claro, dinheiro, além da família e a fé!

Mais Lidas

Veja também